Com a democratização da internet, a internacionalização deixou de estar restrita às grandes empresas e passou a estar ao alcance de qualquer negócio. Com mais informações e ferramentas de menor custo ao seu dispor, hoje todas as marcas podem fazer sucesso além-fronteiras, bastando para isso:

  • Compreender os mercados onde pretendem atuar;
  • Desenvolver uma estratégia criativa;
  • Comunicar de forma clara e inequívoca.

Quando chegamos a um país novo, encontramos línguas, culturas e práticas empresariais diferentes que podem ser uma barreira caso não sejam previamente estudadas e caso não sejam tidas em conta nas várias fases do projeto de internacionalização.

Entrar num mercado novo pressupõe uma análise cultural, social, política e económica do mesmo, pois o facto de ter um produto rentável numa região não significa que tenha êxito em qualquer lugar do mundo.

Aferir se os produtos ou serviços fazem sentido, estudar a concorrência, conhecer os meios de comunicação disponíveis, compreender os hábitos de consumo e conhecer o estilo de vida dos cidadãos são, assim, aspetos-chave para determinar o sucesso de um negócio num determinado local.

O grande desafio das marcas passa por adaptar a oferta, a postura e a comunicação sem perder a identidade.

Para delinear uma estratégia de internacionalização eficaz, sem erros e sem mal-entendidos em nenhuma das abordagens, é crucial trabalhar com profissionais experientes em tradução e localização.

 

A importância da Tradução e da Localização

Mais do que traduzir toda a documentação e material de promoção sem erros ortográficos, é necessário adaptar textos e conteúdos à realidade local – ou seja, apresentar uma tradução que faça sentido para o target, com expressões e terminologias que lhe sejam familiares.

✅ É fundamental trabalhar com profissionais especializados desde a fase de desenvolvimento do produto/serviço (nome, imagem, tipo de embalagem, etc.) até ao momento em que este é apresentado aos clientes.

✅ As unidades de medida, a moeda, o modo de pagamento ou a formatação (data, tipos de letra, cores ou gráficos) são alguns pormenores que devem ser adaptados, mas não são os únicos.

✅ No que diz respeito à comunicação, todo o copy dos anúncios e dos restantes materiais deve ser ajustado – incluindo os slogans, pois existem palavras e expressões que perdem o sentido noutras línguas ou culturas («“pimbolim” é “matraquilho”» é um dos exemplos mais famosos do quanto a Língua Portuguesa muda entre Portugal e Brasil), por exemplo.

O material gráfico deve ser, igualmente, revisto e, em muitos casos, a própria estratégia de comunicação deve ser redesenhada, adequando-se às tendências daquela região em particular.

Lembre-se: a utilização errada da língua e da cultura põe em causa a credibilidade da marca, cria desconfiança e dificulta a criação de um elo de ligação com o público, prejudicando severamente o seu negócio.

 

O e-commerce

O que escrevemos acima é transversal a qualquer negócio, assumindo particular importância no comércio online, onde a empresa tem menos hipóteses de se defender ou de dar os seus produtos a “provar”, pois não existe uma loja ou uma relação física com o cliente.

Nestes casos, é ainda mais importante otimizar os sites para os mercados estrangeiros (através de estratégias específicas de SEO) e traduzir corretamente os produtos e descrições na Loja Online.

 

Com um bom serviço de tradução e localização, os seus clientes identificam-se com a sua comunicação e ficam mais predispostos a adquirir produtos. Não desperdice investimento! Fale connoscoconheça as soluções da SMARTIDIOM para o seu negócio.